1. Início
  2. Camila Costa Melo

Camila Costa Melo

Dados

Nome: Camila Costa Melo
Sexo: Feminino
Idade: 28
Cidade em que reside: Osasco
Altura: 1.71 centímetros
Manequim:
38
Sapatos: 39

Descrição e formação

Formação:
Formação em teatro:

Escola de Artes Antônio Salvi: Iniciação Teatral. Carga horária 209h. 2009;
Grupo Redimunho: O Ator Criador e a Dramaturgia em
Movimento Traga sua Cadeira, tem teatro na ladeira. Carga
horária 32h. 2012;
Escola de Artes Antônio Salvi, : Teatro. Carga horária 288h. 2013;
UNESP: Teatro Brasileiro IV. Carga horária 30h ministrada por Prof°
Alexandre Mate. 2014/2015;
UNESP: História do Teatro e da Literatura Dramática. Carga
horária 30h ministrada por Prof° Alexandre Mate. 2014/2015;
SESC: Atelier Expressivo. Carga horária 8h ministrada por Eugênia de
Andrade. 2016;
SESC: Palhaço e a Comicidade Física. Carga horária 16h ministrada por
Fernando Sampaio. 2016;
SESC: A Linguagem da Máscara Neutra e a Máscara do Bufão. Carga
horária 12h ministrada por Sofia Papo e Cida Almeida. 2018
Célia Helena: Linguagem do Bufão. Carga Horaria 12h ministrada por
Bruno Guida. 2019

Formação acadêmica:
Design de Interiores – FMU, concluído em 2011;
Pedagogia, ainda em curso – UNIVESP, Conclusão 2021;
Especialização: Movimentos Sociais e Crises Contemporâneas à luz dos
clássicos do materialismo crítico. – UNESP. 2016;

Outras Formações:
Música: “Lutheria Oficina e Instrumentos Musicais” CEEP, Carga horária 362h
(2016)
Audiovisual: Oficina de Cinema Cine(poe)mas, Poiesis, Carga horária 108h (2014)
Design Gráfico: Design Gráfico. Fundação Bradesco. Curso modular com carga horaria total
de 380h (2010)
Desenho Artístico. Fundação Bradesco. Carga horaria 100h (Conclusão
2012) carga horaria 100h
Uma breve descrição sobre seu trabalho:
Atriz com 12 anos de experiência, palhaça, produtora e integrante da Cia Teatro dos Ventos de Osasco-SP.
Com a Cia Teatro dos Ventos atuou no vídeo espetáculo “A NOVA ORDEM MUNDIAL” (2020), texto do Harold Pinter e nos espetáculos: NOTICIAS DO AMANHÃ (2019), espetáculo que utiliza a palhaçaria e a música para falar sobre a construção da identidade cultural Brasileira; TXAI, IRMÃOS DA TERRA E DO TEMPO (2018), espetáculo épico que combina a comicidade, música e a mitologia indígena brasileira para abordar as questões das comunidades indígenas que vivem em centros urbanos; BALAIO LIBERTA (2015- 2018), espetáculo cômico de rua que aborda a história da revolta da balaiada; MAQUINAS PARADAS COBRASMA 68 (2013), que trouxe à cena a histórica greve da fábrica COBRASMA, durante a ditadura militar; e A MENINA E O LIVRO, que abordava o papel da leitura na formação infantil (2016). Integrou a Cia Porto dos Moinhos (2011- 2012) nos espetáculos HOTEL PARADAISE, espetáculo montado a partir de estudos das 17 peças de Nelson Rodrigues; e OS CEGOS, de Michel de Guideroy. Integrou a Cia Flor de Lis (2012-2013) atuando nos espetáculos POR CADA AMANHECER AMARGO, POR CADA POR DO SOL VERMELHO, escrito coletivamente a partir de pesquisas de textos de B. Brecht; e A DESCOBERTA DE GLÓRIA, escrito e dirigido em criação coletiva. Em 2019 atuou no espetáculo LEMBRAR É RESISTIR, texto e adaptação de Tin Urbinatti e direção de Izaías Almada, comemorando 20 anos da estreia do espetáculo na abertura do memorial da Resistencia.

No audiovisual esteve nos seguintes trabalhos: Na série SPECTROS, 2019, produção da NETFLIX, com direção geral de Douglas Petrie e direção de cena Maria Farkas, capítulo 04 e 05; no curta metragem APREÇO, 2019, do curso “É Nois na Fita”: Direção Geral: Eliana Fonseca e no Vídeo-Poema – Visibilidade Lésbica: Sempre Fomos História, 2017. Direção Geral: Priscila Magalhães

Portfólio

Portfólio: https://www.youtube.com/watch?v=IMIlWPmy8Nk&t=45s

Contato

Telefone de contato: 11 954626511
E-mail de contato: cah_melo@hotmail.com

Menu